Avaliação Renault Duster

Tempo de leitura: 4 minutos

Conheça as principais características do SUV compacto da montadora francesa! O jeito crossover do Renault Duster foi um dos motivos que colaborou para que ele conquistasse um bom público no Brasil. Mesmo com as condições atuais não estando tão favoráveis quanto no seu lançamento, o SUV compacto da Renault conseguiu marcar o seu território, aproveitando-se do momento de defasagem que o EcoSport tinha no país.

Com isso, ele acaba sendo uma opção interessante na hora de comprar carro seminovo ou sua versão 2021, que conta com algumas novidades em relação às anteriores. Abaixo, confira uma análise com os principais pontos sobre o modelo.

Motor e rendimento

A nova versão continua utilizando o mesmo motor de antes: o 1.6 16V SCe de 120 cv e 16,2 mkgf. Para os especialistas, é um motor que não é forte o suficiente para o SUV compacto, mesmo com ele contando com a novidade do sistema start-stop. O modelo faz de 0 a 100 km/h em 14,2 segundos, sendo 0,1s mais lento que a versão Duster que saiu de linha.

O rendimento também não salta aos olhos. Ao andar com gasolina no tanque, ele foi de 9,9 km/L no perímetro urbano (antes, era de 10,5 km/L) e de 12,5 km/L na estrada, contra 12,7 km/L da versão antiga.

Visual

O Renault Duster 2021 contou com algumas atualizações no seu visual, deixando-o mais atrativo e corrigindo algumas falhas das versões anteriores. Os faróis dianteiros foram arrebitados e estão integrados à grade frontal. O para-choque dianteiro também foi modificado, apresentando tomadas de ar maiores e ganhando luzes de neblina.

Para deixar o visual mais equilibrado, o capô — agora, levemente mais alto — recebeu vincos marcantes. Em contrapartida, houve uma diminuição das caixas de roda e o vinco arqueado nas portas, transmitindo uma impressão de mais leveza para o veículo.

O teto do carro também passou por algumas modificações em relação às versões anteriores, aumentando um pouco o caimento da traseira e incluindo um aerofólio à tampa traseira. Isso ocasionou a redução da área envidraçada, mas as vigias laterais foram ampliadas.

Por fim, também houve mudanças nas lanternas traseiras, que agora contam com elementos em forma de cruz e aro de LED, o que cria uma comparação com o Jeep Renegade. As luzes de ré foram rebaixadas até o para-choque, que esconde o gancho de reboque.

Interior

Também houve atualizações no seu interior, com melhoras notáveis. Uma delas é a inclusão da central multimídia Easylink, que conta com uma posição mais ergonômica e tela de 8”. Mantendo a compatibilidade do Android Auto e Apple Carplay, além de ter integração com as demais configurações do carro. O principal problema é que ele conta apenas com uma porta USB.

A direção da nova versão agora é elétrica, deixando para trás o sistema eletro-hidráulico. Isso garante mais precisão para as manobras e deixa a direção mais leve, não dando rebote quando o veículo passa em elevações. Agora, ele também conta com regulagem de profundidade na coluna de direção, oferecendo mais conforto para o motorista.

Os encostos dos bancos dianteiros ficaram mais confortáveis, graças à sustentação lateral, mas a nova versão continua pecando por ter o assento inclinado para baixo. Todos os bancos de trás contam com cinto de três pontos (fixado no teto para o do meio), além de encosto de cabeça e bom espaço para as pernas.

Equipamentos

Em relação aos equipamentos e itens de série, isso dependerá de qual versão do Duster é a escolhida. A mais simples é a Zen manual, que conta com rodas de aço estampado aro 16, computador de bordo de série, rádio simples e vidros elétricos. Nela, rodas de liga, faróis de neblina e central multimídia são opcionais.

A Intense, que é a versão intermediária, conta com ar-condicionado digital, sensores de estacionamento traseiros, câmera de ré, central multimídia e piloto automático. Ela também é equipada com faróis de neblina e rodas de liga leve aro 16.

Já os itens inéditos da Duster estão em sua versão top de linha, a Iconic. Nela, há também travas das portas por aproximação, câmeras na frente, atrás e nos retrovisores, alerta de ponto cego, acendimento automático dos faróis e partida por botão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.